Doação de sangue: cada bolsa pode salvar até quatro vidas

Doação de Sangue

Doação de sangue: cada bolsa pode salvar até quatro vidas

Doação de sangue: cada bolsa pode salvar até quatro vidas 500 281 Konica Minolta

Junho Vermelho é o mês dedicado à conscientização da importância da doação de sangue – campanha reforçada em 14 de junho, Dia Mundial do Doador de Sangue. Você sabia que uma bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas?

O pequeno ato faz uma grande diferença, mas durante o período de pandemia em 2020, o número de doações caiu cerca de 20%, segundo o Ministério da Saúde. O baixo nível é preocupante, pois, por mais que as cirurgias eletivas tenham sido canceladas por conta do coronavírus, acidentes e emergências continuam acontecendo.

No começo de junho, os estoques de doação do tipo O+, O- e B- já estavam em estado crítico na Fundação Pró-Sangue – Hemocentro do Estado de São Paulo, por conta da falta de doações. A instituição está entre os cinco maiores bancos de sangue da América Latina, e atende cerca de 100 hospitais do Estado.

Quem pode doar?

Para realizar a doação de sangue é necessário ter entre 16 e 69 anos (desde que a primeira doação tenha sido feita até os 60 anos, e menores de 18 anos apresentem autorização dos responsáveis), e pesar no mínimo 50 kg.

É preciso estar descansado, bem alimentado, cumprir outros requisitos necessários e se atentar aos impedimentos temporários:

  • Resfriado: aguardar 7 dias após o desaparecimento dos sintomas;
  • Mulheres grávidas, amamentando e durante o puerpério não estão aptas;
  • Quem fez tatuagem, maquiagem ou micropigmentação deve aguardar 12 meses;
  • Se você ingeriu bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação, não é possível realizá-la;
  • Quem tomou a vacina da gripe deve aguardar 48 horas para realizar a doação de sangue.

Mulheres podem doar no máximo três vezes por ano, respeitando o intervalo de 90 dias entre cada doação. Já os homens podem doar a cada dois meses, não ultrapassando quatro doações em 12 meses.

Doação de sangue e o coronavírus

É compreensível a preocupação com o momento atual e o medo de contaminação com o coronavírus. Mas as doações de sangue estão acontecendo de maneira segura e agendada, seguindo todos os protocolos de segurança.

Se você tomou a vacina contra o coronavírus, deve esperar 48 horas após cada dose da Coronavac/Butantan, ou 7 dias para cada dose do imunizante Oxford/AstraZeneca/Fiocruz ou Pfizer/BioNtec.

Quem foi infectado pela Covid-19 deve esperar ao menos 30 dias, contados após o desaparecimento dos sintomas e a recuperação total da doença. Os profissionais de saúde que trabalham na linha de frente também devem aguardar 15 dias após o último contato com os contaminados.

Como provedores de soluções para a área médica, nós, da Konica Minolta, também promovemos a saúde de modo geral e incentivamos colaboradores, parceiros e amigos a doarem também. Doe sangue, salve vidas!

    Otimizamos sua experiência durante a navegação através do uso de cookies. Continuando em nosso site, entendemos que você está de acordo com nossa Política de Cookies, assim como nossa Política de Privacidade.